top of page

Quem afanou as joias do Conde Francês? A tripulação ou o próprio conde ?

O Detetive iniciou as suas investigações desconfiando de todos, inclusive do próprio conde.

No primeiro dia de investigação, o Detetive particular falou com o conde e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O conde disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias e que estava muito chateado com o furto.


No segundo dia de investigação, o Detetive particular falou com o chefe de segurança do navio e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O chefe de segurança disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias e que estava muito chateado com o furto.


No terceiro dia de investigação, o Detetive particular falou com todos os passageiros do navio e perguntou se eles tinham alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. Ninguém tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias.


No quarto dia de investigação, o Detetive particular falou com o capitão do navio e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O capitão disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias e que estava muito chateado com o furto.


No quinto dia de investigação, o Detetive particular falou com o dono da companhia que fazia o cruzeiro e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O dono da companhia disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias e que estava muito chateado com o furto.


No sexto dia de investigação, o Detetive particular falou com toda a tripulação do navio e perguntou se eles tinham alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. Ninguém tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias.


No sétimo dia de investigação, o Detetive particular falou com o dono da loja de joias do navio e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O dono da loja de joias disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias e que estava muito chateado com o furto.


No oitavo dia de investigação, o Detetive particular falou com o ladrão e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O ladrão disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias e que estava muito chateado com o furto.


No nono dia de investigação, o Detetive particular falou com o dono da companhia de seguros do navio e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O dono da companhia de seguros disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido com as joias e que estava muito chateado com o furto.


No décimo dia de investigação, o Detetive particular falou com o dono da companhia de transporte do navio e perguntou se ele tinha alguma ideia do que poderia ter acontecido com as joias. O dono da companhia de transporte disse que não tinha nenhuma ideia do que poderia ter acontecido.


Continua ........





História fictícia.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


Post: Blog2_Post
bottom of page